Operação Busdoor revela "milagres dos papa-tudo", diz Edvaldo Magalhães

Operação Busdoor revela "milagres dos papa-tudo", diz Edvaldo Magalhães

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB), não deixou barato o encerramento do semestre legislativo. Enquanto a maioria preferiu tratar de amenidades, o parlamentar alertou que é preciso debater os temas espinhosos e que certamente a Operação Busdoor desencadeada conjuntamente pela Polícia federal e Controladoria Geral da União, terá que ser esmiuçada no retorno dos trabalhos, em agosto.

A Operação Busdoor que investiga a campanha publicitária  educativa de combate à pandemia, descobriu  detalhes curiosos sobre a empresa vencedora da licitação de cerca de R 3 milhões. Dentre eles o fato da empresa ter sido aberta em 27 de fevereiro de 2020 e ter vencido a licitação no mês seguinte, março de 2020.

Com capital social de R$ 120 mil, a empresa individual (MEI), localizada no Parque dos Sabiás, tem razão social MMM Mendonça Oliveira e nome fantasia, Plural Serviços.

“Nunca imprimiu um convite de batizado, um bilhete de dia dos namorados, um recado para ser lido na Rádio Difusora, mas tão  competente e eficiente que ganhou a publicidade para o combate à pandemia com os  busdoor. Não tem uma impressora... nada, mas ganhou a licitação. Aí você olha para o mercado gráfico todo quebrado, pagando altos preços de energia, de tudo, que ficaram chupando o dedo enquanto quase 3 milhões de reais foram para os laranjas", disse Edvaldo.

O deputado destacou ainda que também será preciso estancar essa política de  favorecimento a empresas de fora, enquanto as locais ficam à míngua vendo a prioridade ser de laranjas e pasteiros as daqui ficam fora, prioridade laranjas pasteiros.

Interessante destacar que o termo de referência foi elaborado pela Secretaria de Saúde e publicado pela CPL (Comissão de Licitação). Durante todo o processo, ninguém analisou o detalhe que a empresa tinha menos de um mês de existência. Quem homologou e pagou também não observou.

`Essa empresa junto com outra faz parte dos "Papa-Tudo", igual a que está fazendo a pista de pouso de Marechal Thaumaturgo com dois carrinhos-de-mão e dois martelos. Uma pista que terá ser homologada pela Anac para poder funcionar pois nela vão pousar aviões cheios de gente. O debate não pode ficar nisso. É preciso descobrir qual a  grande capacidade encantadora dessa empresa de virar referência em produção de busdoor e os milagres dos marajás que vão sendo revelados".

empresa
Empresa aberta em fevereiro

 

Comente no Acre in foco usando sua conta no Facebook
Follow us on Social Media