Vanda Milani pode perder o Solidariedade para Moisés Diniz

Vanda Milani pode perder o Solidariedade para Moisés Diniz

-Bastidores

A deputada Vanda Milani tomou o PROS de Deda Amorim, mas está com dificuldades para manter o Solidariedade em sua órbita de influência. O Assessor Especial do governo, Moisés Diniz (PP), juntamente com o senador Márcio Bittar (MDB), teria ido à Brasília para tentar tomar o Solidariedade de Israel Milani, filho de Vanda. Parece que mais do que nunca Márcio Bittar continua dando as cartas no governo do estado. Essa política de criar um pool de partidos é típica dele. Mais um pouco os presidentes terão que criar uma Associação de Proteção aos Partidos. A intenção de eleger Márcia Bittar ao Senado parece ser a prioridade de Márcio Bittar. O objetivo dessa obsessão é tão obscuro quanto às emendas do orçamento paralelo. Em tempo, Márcio Bittar foi acusado de destinar R$ 50 milhões para municípios do interior de Goiás e do Ceará.

-...em ebulição

A intenção seria entregar o Solidariedade à Moisés Diniz  assim que Vanda Milani oficializasse a desfiliação. Ocorre que o Solidariedade estava nos planos dos Milani que pretendiam juntá-lo ao PROS na eleição de 2022, quando Vanda disputaria o Senado e Israel Milani, uma vaga de deputado federal. Na avaliação de integrantes do MDB, partido de Márcio Bittar, este é o jogo do senador. Um jogo de esperteza que pode engolir Moisés Diniz e muitos outros políticos desprecavidos. Pessoas próximas ao governador Gladson Cameli começam a ver essa movimentação de Márcio com preocupação. Não descartam a possibilidade de Gladson levar um tombo.Vanda Milani por outro lado é bem esperta para perceber que pode estar se transformando numa peça descartável, uma vez que Márcio Bittar tem carta branca no governo do estado. Aguardemos a reação.

- Geral

Aliás a confusão política é geral. Jean Wyllys troca o PSOL pelo PT, Fernando Haddad (PT) faz live com Geraldo Alckmin (PSDB) e no Acre mais um partido troca toda a executiva estadual. O anúncio da nova direção será feito no próximo domingo (23), em uma live na qual todos os nomes serão apresentados. Nos bastidores o alerta para a nova direção é: "Cuidado com o Márcio Bittar". Aliás, tem gente que afirma que até o comitê Márcia Senadora já está sendo montado ali pelo bairro do Bosque. Os Bittar vêm com tudo em 2022.

-Sobe

O deputado Neném Almeida (Sem Partido), começou a se projetar desde que soltou seu grito do Ipiranga made in Acre. Depois do Independência ou morte, que a bem da verdade não foi exatamente um ato voluntário, despertou para o bônus da liberdade de expressão. Ele começou a crescer quando se recusou a retirar o nome do pedido de CPI. A publicação de um novo cargo para a esposa dele, foi mais um acinte que um benefício. A esposa dele é funcionária do estado há anos e tinha uma Cec 7 que foi rebaixada para Cec 6. Neném endureceu o jogo e começa a ganhar visibilidade com seu posicionamento mais independente. Aliás, houve uma troca de Nenéns, Gladson ficou com o Neném vereador e Petecão com o Neném deputado.

- Exagerou

A sugestão do deputado Roberto Duarte (MDB) para que deputados e senadores destinem emendas para custear a academia de polícia para o cadastro de reserva da Polícia Civil, foi encarada pelos demais parlamentares como tentativa de fazer gracinha com o chapéu dos outros. Duarte subestima a inteligência alheia. Caso a sugestão fosse acatada, ele garantiria os votos do pessoal do cadastro de reserva, e os demais parlamentares arcariam com os custos. Entre os políticos com mandato, 11 em cada 10 são "passados na casca do alho". Já tem gente com a resposta pronta caso Duarte faça esta proposta: "Se vier com essa proposta, vamos propor cortar R$ 7 milhões da verba da mídia para custear a academia. É mais justo". Mexer na renda familiar não é muito saudável.

- ...na dose

Na avaliação dos pares, Duarte tenta ajudar o seu mais novo aliado, Gladson Cameli, sem se comprometer em demasia com o eleitorado que se acostumou a vê-lo criticando o governo. Dessa maneira faria uma mudança não tão brusca. Propondo uma maneira de financiar a academia para o Cadastro de Reserva salvaria o governador que prometeu além do que pode cumprir. Tanto ele quanto o governador sabem que nenhuma despesa poderá ser feita. O Acre já ultrapassou todos os limites tolerados pela Lei de Responsabilidade Fiscal.  A menos que promova uma mudança radical para reduzir os gastos com a folha de pagamento, não poderá fazer nada nesse sentido. E realizar uma mudança radical significa exonerar indicados por seus deputados da base, o que provocaria descontentamento quando mais precisa de apoio. A situação de Gladson não é fácil.Prometeu demais e a conta começa a chegar.

-Bombou

A audiência pelo YouTube da Sessão Solene proposta pelo deputado Luiz Gonzaga (PSDB), para homenagear os 40 anos do Núcleo João Lango Moura, da UDV, bateu o recorde de audiência. Cerca de 500 pessoas acompanharam ao vivo a sessão pelo canal da Aleac no YouTube.Pessoas de todo o mundo, incluindo Estados Unidos e Canadá, assistiram a solenidade. Pelo menos um dos espectadores se identificou como nativo do Havaí. Adeptos e simpatizantes da UDV se sentiram contemplados com a homenagem.

-   Apaziguados

As lideranças do Progressistas foram apaziguadas, embora a base ainda ferva. O grupo da senadora Mailza Gomes, já começa a defender a candidatura dela para a Câmara dos Deputados em 2022, em vez do Senado. José Bestene e Gérlen Diniz foram tranquilizados. Gérlen pretende disputar uma vaga de federal, assim como Alyson, sobrinho de José Bestene. Nicolau Júnior engole uns sapos do tamanho de dinossauros. Engasga, vacila, mas permanece firme. O mesmo não se pode dizer em relação a aceitação do MDB na base. No Juruá, os progressistas desencavam coisas de anos atrás em reação, o que não abala a deputada Antônia Sales debruçada sobre estudos ambientais com o objetivo de buscar esclarecimentos para votar as modificações propostas.

-Chapéu

O governador Gladson Cameli encontrou o chapéu da viagem com os trabalhadores em Educação. Trombou com a maior e mais forte categoria do estado. Os trabalhadores usam tática de guerrilha com o governo. Começaram a greve por tempo indeterminado com uma carreata. Fizeram vigília na frente do Palácio e nesta sexta-feira, um panelaço para "acordar" a PGE para onde o governador afirmou ter enviado um projeto para a Educação, que depende do parecer. E são apenas 7 dias de paralisação. No governo do tio dele, Orleir Cameli, os manifestantes jogaram ovos. Professores e Diretores de escola não são dóceis como os policiais que posaram para foto com o governador durante o adesivaço. Ao tentar repetir a gracinha com os professores, teve que engolir um: "respeita a nossa categoria, cara".

10-Violência

Quando praticamente desistiu da candidatura à prefeita de Plácido de Castro  vindo se abrigar em Rio Branco, a advogada Joana Dárc (PSL), avisou sobre a violência que imperava no meio político de Plácido de Castro. Pouca gente deu ouvidos. O assassinato do ex-prefeito Gedeon de Barros (PSDB), que também disputou a prefeitura junto com Joana D'arc mostra que o ambiente é mais pesado que se pensa. Na pequena cidade que faz fronteira com a Vila Montevidéo- Bolívia, os capangas não são figuras de filmes classe C. São bem reais e têm olhos que acompanham todos os movimentos, segundo informações dos próprios moradores. Exatamente por ser um município de fronteira deveria ter mais forte a presença do Estado brasileiro.

Bom dia, Alyson Bestene. Deixou a Sesacre na hora né? Dizem que a bomba relógio está acionada para a próxima semana né?
Comente no Acre in foco usando sua conta no Facebook
Follow us on Social Media