Com quatro meses de salários atrasados terceirizados da Educação estão sendo despejados por atraso no pagamento dos aluguéis

Com quatro meses de salários atrasados terceirizados da Educação estão sendo despejados por atraso no pagamento dos aluguéis

Eles estão com as contas atrasadas e muitos foram depejados por atraso no pagamento dos aluguéis
Os salários dos trabalhadores da empresa Maia Pimentel que prestam serviço à Secretaria Estadual de Educação não recebem desde março. Dentre eles, motoristas e monitores.
Em reunião com os trabalhadores na semana passada, representantes da empresa afimaram que nesta semana vão realizar um pagamento e após a comprovação junto à Secretaria de Educação, deverão pagarão o restante. Entretanto os trabalhadores se dizem cansados de serem jogados de um lado para o outro :" Os representantes da empresa dizem uma coisa, os da Secretaria outra, e o pagamento não sai. Não sabemos mais em qum acreditar. O fato é que o serviço foi prestado e a gente não recebe", diz Antônio Nepomuceno.
O deputado Fagner Calegário (Podemos) disse que faltam documentos necessários para que a SEE possa efetuar o pagamento dos atrasados:" Dizem quem estão pagando mas tenho relatos de atrasos por parte da SEE no caso dos trabalhadores da Tecnews e Maia e Pimentel o problema esta na impossibilidade da SEE fazer o pagamento as empresas em virtude da não apresentação dos documentos necessários".
Foto- Yaco News
Comente no Acre in foco usando sua conta no Facebook
Follow us on Social Media