Responsabilizamos Gladson por não ter saído do palanque e não ter chegado à zona rural, diz Jonas

Responsabilizamos Gladson por não ter saído do palanque e não ter chegado à zona rural, diz Jonas

“A discussão não é pessoal, contra o ocupante noviço da   pasta responsável pelo agronegócio. Estamos responsabilizando o atual governo por não ter saído do palanque da eleição e não ter chegado à zona rural”, disse o deputado Jonas Limas (PT), que completou: ” As cidades têm fome e esperam que o campo produza para saciar sua fome. Os pequenos produtores rurais que vivem da venda de bezerros estão relegados a segundo plano pelo novo Secretário, representante dos frigoríficos. Com a sua nomeação  os preços dos bezerros despencaram . Enquanto isso, a pecuária de Rondônia agradece a inércia do governo do Acre”.

O desabafo veio depois da resposta agressiva e sem conteúdo técnico do Secretário de Produção Nenê Junqueira, às críticas iniciadas por Jonas e complementadas por todos os outros parlamentares da oposição.
A um jornal local Nenê disse que o deputado Jonas Lima não tem moral para criticá-lo porque passou 20 anos calado.
À resposta do Secretário, não faltaram sugestões de um Manual Prático de convivência política para entender que as críticas são fator determinante do parlamento e que um erro não pode justificar outros. Quem representa o povo tem por obrigação defender o povo, informam, ao contrário de indicações políticas. Nenê Junqueira foi indicado pelo senador Márcio Bittar. Leia sobre Márcio Bittar
“Nem as máquinas que foram adquiridas através de um convênio com a Sudam foram pagas e acabaram sendo tomadas de volta.( Leia Aqui).  Gladson disse que o Acre seria o estado do agronegócio. Já se passaram quase três anos e nada foi feito. Ficou só na promessa”. Jonas lembrou ainda  o abandono do programa de açudagem e distribuição de alevinos. O parlamentar criticou ainda a caravana da SEPA que está percorrendo o estado: “Levando um batalhão de gente ganhando diárias apenas para tirar fotos”.
Os deputados Antônia Sales (MDB), Jenilson Leite (PSB) e Edvaldo Magalhães (PCdoB), endossaram as críticas de Jonas Lima.
Antônia Sales disse  que os Secretários de Estado têm que mostrar resultados:”Os produtores rurais não tem ramais nem barcos para retirar a produção. Não tem máquinas para destocar e arar. Foram promessas e depois o esquecimento, isolamento e multas.
Jenilson disse que sem políticas públicas para o setor: “Vamos  continuar apenas com os chavões e as promessas de fazer isso e fazer aquilo. O resultado disso é miséria no campo e pobreza na cidade”.
Edvaldo Magalhães  destacou que cada Secretário de Produção que entra, só faz fotos e publica. Ninguém tem plano para o setor e o governo não obra resultados: “Não tem metas, planos ou objetivos. O último que apresentou um projeto, Paulo Wadt levou o pendrive com os planos embora. Cadê a gestão dessa pasta?”.
Nos grupos de Whatsapp as críticas ao setor de agricultura também são contundentes. A pasta tem mais de R$ 100 milhões e o Secretário só de brinca de fazer turismo rural e tira fotos com produtos que não ajudou a produzir, dizem. Outros brincam que também querem fazer turismo 0800.
Foto Acre Agora

 

Comente no Acre in foco usando sua conta no Facebook

Veja também

Discurso do ministro Luís Roberto Barroso põe defensores do voto impresso em alerta por afirmar que vai dar diferença na contagem

Discurso do ministro Luís Roberto Barroso põe defensores do voto impresso em alerta por afirmar que vai dar diferença na contagem

Share on Twitter Share on Facebook Share on LinkedIn Share on Email Share on WhatsApp …

Produtores de Jordão estão sem poder comercializar a produção por falta de DAPs

Produtores de Jordão estão sem poder comercializar a produção por falta de DAPs

Share on Twitter Share on Facebook Share on LinkedIn Share on Email Share on WhatsApp …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Follow us on Social Media